quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Telebras firma acordo com instituto paulista para compartilhar rede

Autarquia fez parceria com Instituto Uniemp para troca de conhecimento técnico para desenvolvimento de projetos e pesquisas para infraestrutura de rede.


A Telebras e o Instituto Uniemp, através do grupo Nara (Núcleo de Aplicações em Redes Avançadas, responsável pela ANSP - Rede Acadêmica do Estado de São Paulo), firmaram nesta quarta-feira (18/12) acordo de cooperação técnica. Parceria é para troca de conhecimentos técnicos, informações e apoio nas ações para a cessão e compartilhamento de espaços físicos e de infraestrutura, de capacidades e serviços de telecomunicações.

O objetivo é a integração das redes federais, estaduais e municipais, promovendo maior eficiência e efetividade do gasto público na expansão do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) do Ministério das Comunicações (Minicom) e no desenvolvimento das redes nacionais de ensino e pesquisa, em particular no estado de São Paulo e suas conexões internacionais. E, ainda, na oportunidade conjunta de desenvolvimento de serviços e/ou produtos, entre outros objetivos institucionais da Telebras.

O acordo prevê o desenvolvimento conjunto de estudos, projetos, pesquisas, de bens, novas tecnologias, serviços ou produtos em áreas de interesse comum, particularmente aqueles de pesquisa e desenvolvimento tecnológico de redes e suas aplicações avançadas para a expansão das infraestruturas e capacidades de telecomunicações e ampliação dos respectivos serviços.

Estabelece ainda assessoria, consultoria, serviços científicos e tecnológicos, além da troca de informações relativas a desenvolvimento, produção, qualificação, homologação, certificação, proteção, registro e comercialização de bens, marcas, patentes, modelos de utilidade, direitos autorais e serviços, além de capacitação e treinamento de recursos humanos e. aprimoramento de processos produtivos.

Caio Bonilha, presidente da Telebras, explicou que o interesse da autarquia em promover parceria com a área acadêmica é desenvolver estudos e projetos para implantação na rede da prestadora de serviços da tecnologia SDN - redes definidas por software e ao protocolo OpenFlow, que leva uma programação simplificada aos dispositivos de rede (switches e roteadores, físicos e virtuais, de diversos fornecedores) através de uma interface padrão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.