quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Dilma quer PNBL com velocidade média de 10 Mbps

Minicom apresentará nova versão do PNBL ao Planalto até março

Tele.Síntese - 19/12/2013

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse hoje, durante solenidade do lançamento do Inova Telecom, que vai destinar R$ 1,5 bilhão a projetos nas áreas de telecom e saúde, que a presidenta Dilma Rousseff quer que a nova versão do PNBL contemple velocidades médias mais altas, se possível de 10 Mbps. "Ela me disse que quer não só a universalização da banda larga, mas que ela tenha velocidade mais rápida e mais qualidade", anunciou ele, durante a solenidade realizada no Centro Renato Archer, em Campinas (SP).

Para fazer a nova versão do PNBL, Bernardo disse que o governo conta com o leilão das frequências de 700 MHz, que deverá ter como contrapartida ampliação da cobertura da banda larga e o aumento da velocidade oferecida. Informou, também, que se for necessário, o governo poderá colocar recursos orçamentários. "Foi isso que me sinalizou a presidenta."

Na avaliação do ministro das Comunicações, o Inova Telecom terá contribuição fundamental para a universalização da banda larga e a oferta de serviço de qualidade em todo o país. "Foi por isso que definimos as tecnologias necessárias à infraestrutura da banda larga como as estratégicas para os projetos que serão desenvolvidos. E incluímos todas as tecnologias, pois o país tem uma grande diversidade de demanda. Temos regiões bem atendidas que precisam da fibra, e áreas onde a transmissão terá que ser feita por rádio e até mesmo por satélite", salientou.

Em seu pronunciamento, também destacou a importância de projetos inovadores para a segurança na internet. "Depois dos episódios de espionagem dos dados de brasileiros, do governo brasileiro e de suas empresas, uma atitude inaceitável pois fere a privacidade das comunicações pessoais, temos que ter sistemas mais seguros", disse, ao explicar o motivo da inclusão dos sistemas de segurança no Inova Telecom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.