quinta-feira, 24 de outubro de 2013

SDN é uma das prioridades da Telebras para 2014

Estatal se une a outras operadoras globais para estudar uso de rede definida por software (SDN)

Para reduzir custos e aumentar a vida útil dos seus ativos de rede, a Telebras está se unindo a outras operadoras globais para estudo, padronização e uso do software defined network (SDN)


Caio Bonilha, presidente da operadora, está convencido de que o conceito será a alternativa do setor de telecomunicações para melhorar a rentabilidade das redes, porque dá mais autonomia ao operador para a gestão dos seus ativos e da capacidade das redes.

“Quem está ganhando dinheiro hoje com telecom não são as operadoras. O SDN é uma capacitação das redes que nos dará maior controle e flexilidade”, dispara Bonilha.

A estatal, segundo ele, já está trabalhando junto aos seus principais fornecedores no Brasil para a adoção do conceito. “Estamos puxando eles para começarem a desenvolver. Inclusive assistimos a uma demonstração de um dos nossos fornecedores em Curitiba (PR), que funcionou muito bem. Agora a questão é levar para o ambiente operacional para ver se funciona”, comenta.

Bonilha acredita que SDN será importante para as operadoras retomarem a independência hoje perdida para as OTTs (over-the-tops).

O backbone da Telebras para atendimento às demandas do governo foi construído com ativos de fabricantes nacionais, sendo a Padtec e a Digicon os maiores fornecedores. Para a rede de acesso, a operadora adota dispositivos de fabricantes diversos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.