quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Satélite garantirá comunicações mais seguras, afirma Caio Bonilha

Telebras - 21/08/2013

O presidente da Telebras, Caio Bonilha, destacou o papel estratégico da empresa para assegurar uma comunicação segura aos governos federal, estaduais e municipais, e também à defesa brasileira, em tempos de espionagem e captura de dados de brasileiros por parte da agência de segurança dos Estados Unidos. A observação foi feita em palestra no 19º Congresso de Informática e Inovação na Gestão Pública (Conip), em São Paulo, nesta terça-feira (20).

Caio informou sobre a conclusão da licitação internacional do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC). Explicou que a Visiona, joint-venture entre a Telebras e a Embraer, está negociando os contratos com a Thales Alenia, escolhida para construção do satélite, e a Arianespace, que cuidará do lançamento.

O projeto SGDC, destacou Caio, é fundamental para a segurança das telecomunicações do País. A banda X do satélite será usada pela Defesa para tráfego de informações militares, enquanto a banda Ka será utilizada pelo governo e pela Telebras para utilização de comunicação segura e para levar o Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) aos municípios mais distantes do País e com dificuldade de chegar com uma rede de fibra óptica terrestre. “Todas as informações serão encriptadas, o que garantirá mais segurança”, ressaltou.

Caio também destacou a ampliação do PNBL nas regiões mais remotas do País, principalmente nos Estados da região Norte. Entre os projetos prioritários da Telebras está o Projeto Rede Norte, que consiste em levar banda larga a oito Estados das regiões Norte e Centro-Oeste: Acre, Amazonas, Amapá, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, com uma cobertura em 179 municípios, beneficiando uma população de mais de 10 milhões de pessoas.

O presidente da Telebras ressaltou também os contratos e parcerias com órgãos federais, estaduais e municipais, que proporcionam a ampliação da rede de fibra óptica e a sua chegada aos municípios mais distantes.

Ele informou que atualmente o backbone da Telebras chega a 25 mil km, sendo 15 mil em operação e outros 10 mil em fase de conclusão, e atende a todas as regiões do País.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.