terça-feira, 13 de agosto de 2013

Projeto deve levar internet de 14MB para 7 municípios do interior do AM

Cidades beneficiadas são as situadas ao longo do gasoduto Coari-Manaus.
Outros seis municípios deverão receber benefício no futuro, segundo Omar.

G1 AM - 13/08/2013

A partir de janeiro de 2014, sete municípios do interior do Amazonas deverão receber sinal de internet com velocidade de 14 MB (megabytes) através da Rede Estadual de Comunicação. O investimento de mais de R$ 9 milhões beneficiará órgãos estaduais e municipais, prefeituras e população das cidades situadas ao longo do gasoduto Coari-Manaus. O lançamento da nova rede ocorreu na reitoria da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), na manhã desta terça-feira (13), na capital. Na ocasião, o governo anunciou que na próxima etapa outras oito cidades também serão beneficiadas com o Projeto Cidades Digitais.

O planejamento do projeto iniciou em 2010 por meio da Secretaria Estadual de Inovação, Ciência e Tecnologia (Secti). Agora a iniciativa tornou-se parceira das Telecomunicações Brasileiras (Telebras), sendo executada pela empresa de Processamento de dados do Amazonas (Prodam). Um dos pares de fibra ótica já existente do gasoduto será utilizado pela Rede Estadual de Comunicação, levando internet aos municípios de Coari, Codajás, Anori, Anamã, Caapiranga, Iranduba e Manacapuru.

Na primeira fase, a Rede Estadual de Comunicação envolve também as Secretarias de Educação (Seduc), de Planejamento e Desenvolvimento Econômico (Seplan), de Fazenda (Sefaz), de Segurança Pública (SSP), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), da UEA e do Centro de Educação Tecnológica (Cetam).

Luzia Raquel Queiroz, chefe do Departamento de Apoio à Pesquisa da Secti, explicou que a rede de fibra ótica do gasoduto atualmente se encontra apagada porque ainda não dispõe dos equipamentos necessários para quer por ela o sinal de internet. "Primeiramente será iluminada essa fibra, instalando esses equipamentos. A segunda etapa do projeto é a instalação da rede ótica, levando ramificações dessa rede para sede de cada município. Encerrada essa etapa vamos instalar soluções de rádio, instalando torres de transmissão de sinal e antenas de recepção em cada órgão público das três esferas do governo estadual", informou a especialista.

Antenas (hotspot wi-fi) serão instaladas em praças públicas das cidades para que a população tenha acesso ao sinal de internet de forma gratuita por dispositivos móveis como celulares, smartphones e tablets.

O governador Omar Aziz destacou que a iniciativa é importante para a internet com boa velocidade chegue ao interior, que vem sofrendo muitas dificuldades com a qualidade e lentidão da internet. Segundo ele, as condições econômicas dos municípios do interior inibem os investimentos no setor, sendo necessária uma intervenção do Estado.

"Existe a possibilidade de utilizarmos três pontos para levar internet de qualidade ao interior do Amazonas. Uma das possibilidades é através da rede da Embratel que sai de Porto Velho passa pelo Rio Madeira, por Humaitá e chega à Manaus. Outra consiste por meio da estrutura do Linhão de Tucuruí, que abrange a Região do Baixo Amazonas. Porém, no primeiro momento, utilizaremos a rede de fibra ótica do gasoduto Coari-Manaus", ressaltou o governador.

Durante assinatura do acordo cooperação técnica foi anunciado que já projetos para expansão da Rede Estadual de Comunicação (Foto: Adneison Severiano G1/AM)

Omar anunciou que futuramente outros municípios devem ser beneficiados com investimentos no setor de comunicação, dentre eles: Nhamundá, Parintins, Maués, Urucurituba, Itacoatiara e Silves. Entretanto, ainda não há previsão de quando as ações do projeto chegarão às demais cidades, pois depende da captação de recursos federais e de autorização de órgãos do setor de telefonia nacional.

O secretário estadual de Inovação, Ciência e Tecnologia, Odenildo Sena, frisou que esse projeto inicial possibilitará expandir a rede uma série de outras cidades. Além disso, a Secti aguarda aprovação de oito outros projetos de Cidades Digitais no Ministério das Comunicações.

"Esses projetos visam ampliar além desse percurso Coari-Manaus. Cada um está orçado em cerca de R$ 800 mil reais. Caso tenham parecer favorável esses oito projetos irão se juntar aos outros três aprovados no ano passado. Isso vai dar um fôlego enorme para internet do interior do estado", enfatizou o secretário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.