sexta-feira, 19 de julho de 2013

TCU fiscaliza aquisição do satélite geoestacionário pela Telebras

Convergência Digital :: 19/07/2013

Os ministros do Tribunal de Contas da União decidiram acompanhar mais de perto o processo de aquisição do Satélite Geoestacionário de Defesa e de Comunicações Estratégicas, bem como do acordo acionário entre Embraer e Telebras para a formação da Visiona Tecnologia Espacial.

A Visiona é a joint-venture da estatal de telecom e a Embraer Defesa, formalizada em maio do ano passado, para a compra e o desenvolvimento do satélite geoestacionário – que terá a função de garantir comunicações seguras às Forças Armadas, além de ampliar a capacidade de oferta de banda larga em regiões isoladas do país.

Segundo a Telebras, a aquisição dos componentes está se encaminhando para a etapa decisiva. Três empresas – Mitsubishi Electric Corporation (Melco), Space Systems/Loral e Thales Alenia Space – foram pré-selecionadas para o fornecimento do sistema do satélite geoestacionário.

Até aqui o satélite contaria com cerca de R$ 720 milhões em recursos do Orçamento da União. O projeto, porém, já foi adiado. Inicialmente o objetivo era lançar o satélite no próximo ano. Agora, a expectativa é de que ainda seja possível fazê-lo em 2015.

As três empresas foram escolhidas entre as oito propostas apresentadas, especialmente por conta das ofertas de transferência de tecnologia. Dentro da perspectiva do prazo mencionado, um posicionamento sobre as propostas deve ser apresentado até o fim deste mês. 
---xxx---

Comentário do Insight - Laboratório de Ideias: Ou seja, o TCU não estará fazendo nada mais do que sua obrigação: fiscalizar as contas da União, como deve fazer em todos os demais gastos, inclusive quando o País perdoa dívidas ou doa milhões de dólares para Angola e Cuba, doa helicópteros para a Bolívia, e outras contas semelhantes, cujo valor sai do bolso do contribuinte. Espera-se, no entanto, que essa fiscalização não seja apenas para aproveitar dois assuntos que estão em alta na mídia e surfar no foco dos holofotes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.