quinta-feira, 16 de maio de 2013

Reunião com Telebras deve definir polo de Fortaleza

Reunião entre Prefeitura de Fortaleza e Telebras deve acontecer hoje ou amanhã. Para AJE, equipamento contribuiria com desenvolvimento da área leste da Cidade

O Povo - 16/05/2013

Um encontro marcado para esta semana entre a Prefeitura de Fortaleza e a Telebras, com data a confirmar, pode definir os trâmites à implantação do Polo de Tecnologia da Informação na Praia do Futuro. De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SDE), a ideia é que durante o encontro sejam consolidadas tanto as discussões sobre um possível centro de dados quanto à inclusão de três novos cabos oceânicos de fibras óticas.

Para Marcus Vinícius, coordenador geral da Associação de Jovens Empresários, a atração deste empreendimento tem sido o grande projeto trabalhado pela entidade. O momento, segundo Vinícius, requer uma união de esforços, não só do município, mas de outras esferas como a iniciativa privadas, entidades de classe e Instituições de Ensino Superior. “Cada um da sua contribuição para atingirmos esse objetivo em comum”.

Conforme o empresário, o ganho real será também da região onde o equipamento viria a ser instalado. Com sua natureza mista, o parque poderia, segundo Vinícius, atrair investimentos para a área leste da cidade. “Teremos a instalação de hotéis e toda uma cadeia produtiva envolvendo as pessoas que estarão trabalhando no parque tecnológico”, ressaltando a revitalização da Praia do Futuro como uma das consequências da ação.

Essas melhorias, na visão de Robinson de Castro, titular da SDE, complementam o plano de se conseguir a atração de grandes empresas no Ceará, de modo que estas tragam toda sua cadeia de clientes. “O que temos hoje é apenas um incentivo fiscal e isso é muito pouco para os nossos desafios”, reforça o secretário, reafirmando o claro interesse da Telebras em se instalar em Fortaleza, independente da viabilização do parque tecnológico.

Robinson afirma que a pasta está organizando um plano de negócios que crie as condições de infraestrutura necessárias às empresas que poderiam se instalar no parque. Técnicos da SDE visitaram o Parque Tecnológico de Andaluzia, na Espanha, para que ele sirva de modelo ao polo de tecnologia de Fortaleza. A receita do equipamento catalão chega a 1,5 bilhão de euro ao ano.

ENTENDA A NOTÍCIA

O Polo de Tecnologia de Fortaleza está previsto para a Praia do Futuro, de onde partem cabos de fibra ótica. A ratificação do local de implantação, entretanto, depende da reunião com a Telebras

O que diz a lei
De acordo com o artigo 21 da Lei nº 9.585 de 30 de novembro de 2009, que dispões sobre a criação dos Polos Tecnológicos de Fortaleza, será concedida redução de 80% no valor do Imposto sobre Transmissão Inter-Vivos de Bens Imóveis (ITBI) sobre a aquisição de imóveis situados nos parques tecnológicos e culturais desde que o comprados seja contribuinte inscrito no PTFor e utilize o imóvel exclusivamente para atividade-fim da empresa.

Segundo o artigo 23, como contrapartida aos benefícios oriundos do PTFOR, os contribuintes inscritos no programa deverão admitir e manter como estagiários alunos inscritos nos cursos de formação e qualificação tecnológica promovidos ou credenciados pela Prefeitura de Fortaleza, na proporção mínima de um estagiário para cada dez empregados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.