terça-feira, 7 de maio de 2013

Haddad começará wi-fi grátis pelas Zonas Leste, Sul e Centro de SP

Blog Fernando Haddad - 07/05/2013

No próximo dia 10, a prefeitura de São Paulo fará audiência pública para debater o projeto Praças Digitais, que oferecerá conexão à internet sem fio grátis em 120 praças de São Paulo

Serão apresentadas as especificações técnicas para provedores, operadoras, integradores, fornecedores de equipamentos, entidades da sociedade civil e cidadãos interessados no tema.

O evento é preparatório para a licitação de oferta do serviço, a ser realizada até julho. A meta é iniciar a implantação em setembro. Os primeiros lugares que serão atendidos inclui:

Zona Leste: Terminal São Mateus, praça Lions Clube e praça Dilva Gomes - Cohab;
Zona Sul: Largo Treze, praça dos Cartógrafos e praça Adão Domingos de Morais Filho;
Centro: Pátio do Colégio, Vale do Anhangabaú e Praça Roosevelt;

Velocidade
As especificações preveem velocidade mínima de 512 kbps por dispositivo conectado (por exemplo, smartphone, tablet ou notebook), considerando um número de usuários simultâneos frequentadores de cada praça. Caso muita gente use ao mesmo tempo, a banda será compartilhada e a velocidade cairá.

É uma boa especificação de velocidade, considerando ser uma garantia de entrega mínima, e se o fluxo de usuários nas praças não for subestimado. Na verdade, poucos serviços de wi-fi, especialmente gratuitos oferecem isso. Para dar essa garantia de velocidade, a Prefeitura terá que contratar muita capacidade de Banda para atender. Será um belo programa e Fernando Haddad com ele vai começar a cumprir mais um compromisso assumido na sua campanha. Esperemos que a militância veterana e impaciente na internet que implicou com as primeiras metas populares do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), no início do governo Dilma, seja mais compreensiva com o governo Haddad do que foi com o Ministério das Comunicações, já que a prefeitura está pedindo uma velocidade que é a metade da especificada no PNBL dois anos atrás.

Depois de 8 anos engavetada, Haddad retoma wifi grátis
A criação redes Wi-Fi públicas em São Paulo foi proposta em 2004, quando a então prefeita Marta Suplicy (PT) tentava a reeleição. O projeto foi engavetado por seu sucessor, José Serra (PSDB), e continuou engavetado na gestão de Kassab (PSD). Voltou aos planos da prefeitura com a eleição de Fernando Haddad (PT-SP).

Cidades digitais
Não são só metrópoles como São Paulo que tem planos de disseminar o uso público da internet. Em cidades já cobertas pela rede da Telebras, está em curso a instalação do Projeto Cidades Digitais do Ministério das Comunicações, incluído no PAC 2. O projeto implanta infraestrutura de conexão de rede entre os órgãos públicos, e prevê instalação de pontos de acesso à internet para uso livre e gratuito em espaços de grande circulação em locais definidos a critério das prefeituras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.