quarta-feira, 10 de abril de 2013

Correios e Telebras irão compartilhar recursos e conhecimentos

Telebras - 10/04/2013

Os Correios e a Telebras assinaram na manhã desta quarta-feira (10), um termo de cooperação técnica de compartilhamento de espaços físicos, infraestrutura, recursos e conhecimentos para implementar o Programa Nacional de Banda Larga – PNBL, a universalização dos serviços postais e a infraestrutura de telecomunicações necessária à realização da Copa das Confederações de 2013 e da Copa do Mundo de 2014.

O acordo foi assinado pelo presidente dos Correios, Wagner Pinheiro de Oliveira; pelo presidente da Telebras, Caio Cezar Bonilha Rodrigues; pelo vice-presidente de Tecnologia e Infraestrutura dos Correios, Antonio Luiz Fuschino, e pelo diretor Comercial da Telebras, Francisco Ziober Filho, na sede da ECT, em Brasília.

A ideia é que a ECT, como agente do governo federal com presença em todo o Brasil, realize a cessão de unidades e equipamentos para instalação de pontos de presença da Telebras, o que irá contribuir para a expansão da rede de telecomunicações no País. Como os Correios utilizam, para a promoção da universalização e do acesso aos serviços postais, sistemas de automação que dependem de infraestrutura de conectividade, e a Telebras atua diretamente na implantação desta infraestrutura, a troca de conhecimentos e experiências irá possibilitar capacitação técnica de trabalhadores dos Correios, aprimoramento das tecnologias da ECT e contínua melhoria da prestação de serviços postais à população.

Para o presidente dos Correios, Wagner Pinheiro de Oliveira, o acordo entre as estatais vem ao encontro do projeto do governo federal de revitalização da ECT. “Esta parceria resultará no nosso contínuo aperfeiçoamento técnico, de forma a mantermos a excelência na prestação dos nossos serviços, além de criar um ambiente favorável à universalização da inclusão digital da população brasileira”, afirmou.

O presidente da Telebras, Caio Cezar Bonilha Rodrigues, disse que o suporte que os Correios estão oferecendo é valioso. “Somos empresas do mesmo Ministério. Nossa integração com a ECT é fundamental para as ações de descentralização e criação dos oito centros operacionais da Telebras em alguns locais do País”, argumentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.