quarta-feira, 24 de abril de 2013

Bernardo acerta parceria com Google para ampliar acesso à internet

Empresa tem interesse em ajudar o governo no incentivo ao desenvolvimento de conteúdo nacional

Tele.Síntese - 23/04/2013

O presidente da empresa Google Brasil, Fábio Coelho, propôs, nesta terça-feira (23), parceria ao ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, para ampliar o acesso à internet no país e incentivar o desenvolvimento de conteúdo nacionais na web. “O Brasil é o segundo país do mundo em consumo de audiovisual e é considerado pela matriz como um "mercado prioritário". Entretanto, o país é apenas o 9º em produção de conteúdo audiovisual”, ressaltou o executivo.

Bernardo disse que uma parceria com o Google será muito bem-vinda. Ele acrescentou que ampliar o acesso à internet no Brasil é uma obsessão da Presidente Dilma Rousseff e uma parceria com a gigante de buscas seria "música para seus ouvidos".

O ministro falou que a Google é uma megaempresa e pode ajudar o governo com parcerias que levem o acesso à rede mundial de computadores para regiões que vivem "num deserto digital", como a Região Norte. Segundo Bernardo, em 2012, a internet estava em cerca de 40% dos domicílios brasileiros, mas na Região Norte este número se reduzia para 8% dos domicílios e quando tem, destacou, "os preços são muito elevados". O ministro destacou ainda que não é só a Região Norte que sofre com a falta de acesso, mas também as periferias das grandes cidades.

"Precisamos avançar mais", reforçou Bernardo e reafirmou que internet é a prioridade estratégica do ministério. "Daqui a alguns poucos anos tudo estará dentro da internet e todos devem procurar se localizar neste novo ambiente, inclusive de negócios".

Falou ainda sobre a ação estratégica do Ministério das Comunicações para dar impulso aos conteúdos digitais criativos a serem desenvolvidos no Brasil. "Isso é tão importante quanto infraestrutura", disse Bernardo a Coelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.