sexta-feira, 12 de abril de 2013


4G estará disponível já na Copa das Confederações

MiniCom - 12/04/2013

Brasília, 12/04/2013 - A tecnologia 4G com internet de alta velocidade estará disponível para os usuários de smartphone nas seis cidades sede da Copa das Confederações - Brasília, Recife, Salvador, Rio de Janeiro, Fortaleza e Belo Horizonte. Até o momento, duas capitais já operam o serviço, Curitiba e Recife. Até o dia 30 de abril, a tecnologia estará disponível nas outras quatro cidades sede como determinou o edital de licitação do 4G, que será cumprido.

A tecnologia 4G opera em várias frequências no mundo. Alguns países utilizam a de 2,5GHz, outros a de 1,8 GHz e 2,1 GHz e outros ainda a faixa de 700 MHz. A primeira já foi licitada no Brasil. A utilização da faixa de 700 MHz para o 4G só poderá ocorrer depois da digitalização da TV aberta no Brasil que hoje ocupa essa faixa.

Ao contrário do que foi publicado em alguns veículos de comunicação, a tecnologia 4G do Brasil vai estar sim operacional na Copa das Confederações para os smartphones que utilizam a frequência de 2,5 GHz e vários modelos já o fazem. Essa faixa é utilizada por vários países europeus, como França , Espanha e Alemanha. Já na Ásia, o uso da frequência de 2,5 GHz para 4G é predominante. Posteriormente, a faixa de 700 MHz poderá também ser destinada para a banda larga no Brasil. Em nenhum momento, o governo declarou que a faixa de 700 MHz estaria disponível para uso da tecnologia 4G já na Copa do Mundo de 2014.

Atualmente, diversos fabricantes oferecem smartphones que operam a tecnologia 4G em diferentes frequências. A União Internacional de Telecomunicações estuda unificar a produção de aparelhos para que operem o 4G em multifrequência, como ocorreu na implantação da tecnologia 3G no mundo. Como toda tecnologia nova, o período de implantação requer adaptações e a tendência mundial é que os fabricantes passem a oferecer smartphones que consigam operar a tecnologia 4G em múltiplas frequências.

A recomendação para estrangeiros em visita ao Brasil é a mesma para os brasileiros em visita a outros países: comprar um chip nacional para utilização em seu aparelho celular porque assim evitará o alto custo do roaming internacional. Para utilizar os serviços da rede 4G é necessário que o aparelho seja compatível com a tecnologia 4g oferecida no Brasil. Ou seja, se o turista/torcedor tiver um aparelho que opera em 4G na faixa de 2,5 GHz, poderá adquirir um chip associado a um plano de dados para essa tecnologia e utilizá-lo em seu smartphone. Portanto, a compra do chip é para baratear o custo das ligações para o consumidor estrangeiro que visitar o Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.