sexta-feira, 20 de julho de 2012

Telebrás lança banda larga corporativa


Estatal vai investir R$ 400 milhões em infraestrutura este ano e R$ 1 bi em 2013

O Globo - 20/07/2012

A Telebrás anunciou ontem um plano de internet banda larga de alta velocidade para atender pequenas e médias empresas em 147 municípios do país. Na próxima semana, a estatal começa a negociar a oferta do serviço com os provedores de internet aptos a atender o consumidor final. O pacote atende proposta apresentada pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) ao Ministério das Comunicações e tem potencial para beneficiar 260 mil indústrias instaladas nas cidades mapeadas.

De acordo com o presidente da estatal de telefonia, Caio Bonilha, o lançamento é mais um esforço do governo federal em alavancar o setor produtivo e, assim, elevar o patamar de crescimento da economia em 2012. O plano de investimento da Telebrás em todo o ano passado foi de R$ 80 milhões, bem abaixo dos R$ 400 milhões previstos para este ano. Em 2013, os investimentos da empresa devem atingir a cifra de R$ 1 bilhão.

- Com certeza esta é mais uma ação do governo para estimular o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto). A presidente Dilma Rousseff considera essencial o apoio da Telebrás, que é a responsável pela infraestrutura do sistema de telecomunicações - disse Bonilha.

Custo do serviço ainda não está definido


O pacote vai dar prioridade ao atendimento a polos de concentração industrial, apontados em levantamento entregue a Bonilha pelo presidente da Firjan, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira. O produto permitirá que pequenas e médias empresas tenham acesso a internet banga larga com velocidade de 15 megabits por segundo de tráfego para download. O custo do serviço será definido após as reuniões entre a Telebrás e os provedores, mas a expectativa é que fiquem abaixo do valor de mercado.

O esforço da estatal para melhorar a infraestrutura de telecomunicações também vai beneficiar usuários das operadoras de telefonia, incluindo as que foram punidas pela Anatel. De acordo com Bonilha, a empresa negocia a oferta de um produto que vai melhorar a capacidade de tráfego das operadoras 3G e 4G. Uma delas já teria manifestado o interesse no serviço.

- As operadoras poderão usar a rede de fibra óptica da Telebrás para incrementar sua capacidade. Podemos ajudar a melhorar a qualidade do serviço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.