sexta-feira, 15 de junho de 2012

Telebras fecha primeiro contrato direto com governo e reúne-se com banco para lançar debêntures

Tele.Síntese - 15/06/2012

A Telebras pode estar mais calada, mas não significa que esteja menos ativa. Para contornar suas restrições orçamentárias, a estatal deverá lançar debêntures no mercado. Hoje seus principais dirigentes estão reunidos com o banco JP Morgan para definir a operação, que poderá captar alguns milhões no mercado. Em outra frente, fecha seu primeiro contrato com um órgão da Administração Federal, sem passar por licitação.

O valor do contrato é pequeno, mas é emblemático, porque reforça a tese de que o governo poderá contratar diretamente os serviços da empresa, conforme estabelece o Decreto n° 7.175/2010, da presidente Dilma Roussef, questionado pelas operadoras privadas, através do SindiTelebrasil.

O decreto determina que a Telebras implemente a rede privativa de comunicação da administração pública federal, prestar apoio e suporte a políticas públicas de conexão à Internet em banda larga para universidades, centros de pesquisa, escolas, hospitais, postos de atendimento, telecentros comunitários e outros pontos de interesse público.

Neste primeiro contrato, a Telebras vai fornecer serviços de conectividade dedicada e de alta disponibilidade à Internet para o Centro Integrado de Telemática do Exército (Citex), localizado em Brasília. O extrato do contrato, no valor de R$ 197,3 mil, foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, 14.

Cabo Submarino

Em outra direçao, a Telebras negocia também com a Odebrecht Defesa a criação de uma nova empresa para a produção e lançamento dos cabos submarinos que irão ligar o Brasil à África e aos continentes mais desenvolvidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.