sexta-feira, 15 de junho de 2012

CEEE: R$ 150 milhões para completar rede

A CEEE planeja investir até R$ 150 milhões, em três anos, para instalar 1,5 mil quilômetros de fibra e completar o anel ótico da estatal de energia no Rio Grande do Sul.

Acordo de compartilhamento da rede foi assinado entre Procergs e CEEE. Foto: Alina Souza/Divulgação
Hoje, a empresa já possui 1,2 mil quilômetros de fibra ótica estendidos.
Grupo com faturamento de R$ 3,5 bilhões, em 2010, último ano divulgado no site da empresa, a CEEE deve levantar os valores para o investimento com recursos próprios e com parcerias.

VALOR NO MEIO TERMO
Esses 1,5 mil quilômetros de cabos extra necessários para fechar o anel ótico já tiveram outras cotações.

Em dezembro de 2010, quando a CEEE contratou a empresa CPqD para fazer um estudo de viabilidade para a criação de uma companhia de telecomunicações da estatal de energia, o valor era estimado em R$ 61 milhões, para 1,1 mil quilômetros.

Cerca de sete meses depois, em julho do ano passado, em convênio assinado com a Telebrás, o valor subiu para R$ 250 milhões.

Hoje, a CEEE Telecom está engavetada, e a estatal tem se voltado para as iniciativas de inclusão digital do governo, tanto federal (Telebras), quanto estadual, (Infovia-RS).

TEM PRA TODO MUNDO
Futuramente, os quase 3 mil quilômetros de cabos poderão ser usados para projetos como a Infovia RS, lançado no ano passado pela Procergs, com participação da secretaria de Comunicação e Inclusão Digital (Secom).

Um acordo de compartilhamento de infraestrutura entre a estatal de energia e a Procergs assinado nessa sexta-feira, 15, já prevê o uso de um par de fibra em parte da estrutura instalada da CEEE. O equipamento será usado para conectar unidades do executivo gaúcho no interior do estado.

ECONOMIA
Segundo o diretor-presidente da Procergs, Carlson Aquistapasse, a projeção de economia em comunicação de dados e telefonia fixa, resultante do funcionamento da infovia, está estimada em cerca de R$ 90 milhões, em três anos.

“O compartilhamento da infraestrutura de rede trará agilidade e uma melhoria no serviço público. Para tanto, estamos investindo R$ 17 milhões este ano, em equipamentos”, salientou Aquistapasse.
No total, o projeto da Infovia RS é calculado em R$ 44,9 milhões.

INFOVIA-RS
Serão quatro etapas de expansão da rede dentro do Infovia-RS, em parceria com a Telebrás, que entrará com o sinal, iluminando a estrutura de cabos já existente de empresas como CEEE e Sulgás.

No caso da CEEE, além de ceder os cabos, a empresa permitirá a instalação de equipamentos necessários à estruturação da banda larga nos prédios de subestações da Companhia pelo interior.

Para o presidente do Grupo CEEE, Sergio Souza Dias, a assinatura concretiza essa união de esforços para melhorar a prestação de serviços e o atendimento à sociedade gaúcha.

“A CEEE oferecerá sua estrutura para ajudar nesse processo e vai contar com mais qualidade na transmissão de dados e na comunicação entre as unidades da Companhia no interior”, analisa Dias.
Na primeira, inaugura da em abril desse ano, o cabo chegou às cidades de Guaíba, Camaquã, Pelotas, Bagé e Rio Grande.

Em Bagé, 23 escolas públicas participarão do programa Um Computador por Aluno, que além das máquinas contará com os 10 Mbps de conexão da Infovia-RS.

Somente nas conexões da Zona Sul serão 27 cidades, 78 órgãos e 245 pontos conectados, diz a Procergs, que capitaneia o projeto.

A segunda etapa, de Porto Alegre a Uruguaiana em parceria entre CEEE e GVT, se completará em março do ano que vem. Até dezembro de 2012, as linhas entre Passo Fundo e Uruguaiana devem ser completadas, com a rede da Eletrosul, iluminada pela Telebras.

Finalizando o cronograma do projeto, uma linha entre Bagé e Alegrete deve fechar o anel ótico no estado, com a extensão de uma linha da Telebras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.