segunda-feira, 21 de maio de 2012

Governo exige qualidade na oferta do serviço de banda larga

Convergência Digital :: 21/05/2012

O secretário-executivo do ministério das Comunicações, Cezar Alvarez, se mostrou preocupado com a qualidade do serviço ofertado na banda larga no Brasil.

"Não basta ter apenas o acesso. O smartphone é uma porta de entrada. Precisamos de serviços melhores e com velocidade contratada sendo garantida", afirmou, ao participar da 12ª Rio Wireless, no Rio de Janeiro. Com relação às teles foi taxativo: O governo quer mais que acesso. Exige qualidade no serviço e a entrega do que foi efetivamente contratado.

Ao ser indagado se a Anatel aceitaria mudanças no regulamento de qualidade para a banda larga - com vigência prevista a partir de outubro deste ano, conforme o solicitado pela Oi à agência - o secretário-executivo do Minicom foi taxativo: "Qualidade de acesso foi uma exigência da presidente Dilma".

Ainda sobre qualidade, Alvarez se mostrou preocupado com a expansão do serviço - especialmente os ofertados pelas teles móveis - sem uma infraestrutura de backbone capaz de suportar essa demanda. "As teles precisam investir mais em rede. A competição entre elas acontece no serviço e não na infraestrutura. Isso é o ponto-chave de qualquer discussão", afirmou. Assista o posicionamento de Alvarez sobre qualidade na banda larga.

2 comentários:

  1. O ping aqui em Roraima tá osso! 200ms em jogo é soda! Assim não adianta nada ter 10mbps...

    ResponderExcluir
  2. Oops! Eu falei 10mbps? Não, a Oi só entrega 8,5mbps...

    ResponderExcluir

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.