segunda-feira, 5 de março de 2012

Dilma Rousseff: Exclusão digital acirra a desigualdade social

Convergência Digital - 05/03/2012

Ao participar da cerimônia de abertura da CeBIT 2012, em Hannover, na Alemanha, nesta segunda-feira, 05/03, a presidenta Dilma Rousseff destacou os avanços sociais e econômicos do Brasil, o papel em mercados de informática e telecomunicações e convidou os participantes da maior feita de tecnologia de informação do planeta a apostarem no país.

“Para empreendedores e investidores, o Brasil é um país de oportunidades”, disse a presidenta, enumerando a estabilidade política, a solidez fiscal, a expansão da infraestrutura e a ascensão social. “A grande mobilidade social tem impacto direto no uso e apropriação das tecnologias digitais. E o Brasil está fazendo a sua parte levando serviços para as classes menos favorecida. A exclusão digital acirra a desigualdade social”, discursou.

O combate à exclusão digital, inclusive, foi tema do discurso da presidenta Dilma Rousseff. Ela lembrou que o país vive um momento ímpar e que a economia consolidada permite que as classes D e E consigam entrar no mercado consumidor e demandem o consumo de TIC.

Além de pontuar que o Brasil já é o terceiro mercado mundial de computadores e o quinto de telefones celulares, Dilma garantiu que com o leilão das faixa de 2,5 GHz, o 4G estará funcionando até o próximo ano nas cidades sede da Copa.

A presidenta destacou, ainda, os investimentos em novos cabos submarinos – projeto tocado pela Telebras para novas saídas internacionais da América do Sul para EUA, Europa e África – e a implantação da TV Digital. “Estamos estimulando agora a adoção dos recursos interativos na TV aberta por meio de uma tecnologia desenvolvida no Brasil”, concluiu a presidenta, referindo-se ao middleware Ginga, criado no país.

...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.