sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

CeBIT 2012: 76 empresas e 20 entidades integram a delegação brasileira

Com o status de país parceiro, o Brasil levará para o evento a maior delegação da historia

itweb - 17/02/2012

As 76 empresas e 20 instituições privadas e governamentais brasileiras com presença confirmada na CeBIT 2012 levarão para a mostra um amplo portfolio de soluções de ponta, de módulo para equipamentos de transmissão óptica a 100 gigabits por segundo (Gbps), passando por aplicações para governo eletrônico, cloud computing e contra crimes cibernéticos, até sistemas embarcados críticos para áreas estratégicas como meio ambiente, segurança, defesa nacional e agricultura. O evento será realizado de 6 a 10 de março na cidade de Hanover, na Alemanha.

Em uma participação histórica como país parceiro, o Brasil contará pela primeira vez com estandes em todos os pavilhões temáticos do maior evento mundial voltado às tecnologias digitais, o que proporcionará uma visibilidade internacional sem precedentes para a indústria brasileira de Tecnologia da Informação e Comunicação (TICs). A iniciativa conta com apoio e realização do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Ministério das Relações Exteriores (MRE), Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), SOFTEX e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos e (Apex-Brasil).

Compõem a delegação ABVCap, Apex-Brasil, BMF Bovespa, BNDES,CGI, Ceitec, CPqD, Embraer, Embrapa, Finep, Interlegis, ITI, Ministério das Comunicações (MinCom), Telebrás, Ministério das Relações Exteriores (MRE), Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação (MCTI), Petrobrás, Receita Federal e RNP. Essas instituições somam-se às 77 empresas brasileiras que também estarão presentes na mostra.

Com dois estandes, o CPqD (www.cpqd.com.br) faz sua estreia no evento. “A CeBIT é a grande vitrine mundial do setor. O destaque que o Brasil terá como país parceiro desta edição permitirá mostrar nossas competências, os avanços das nossas atividades de pesquisa e desenvolvimento em TICs, bem como nossas soluções e produtos destinados às comunicações em banda larga por meio das tecnologias óptica e sem fio, que estão no estado da arte da tecnologia mundial”, avalia seu presidente, Hélio Graciosa.

O Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Sistemas Embarcados Críticos (INCT-SEC), rede de pesquisa que apoia o desenvolvimento de soluções e aplicações para áreas estratégicas como meio ambiente, segurança e defesa nacional e agricultura, também comparece à CeBIT pela primeira vez e levará à mostra veículos autônomos aéreos e terrestres desenvolvidos em parceria com a indústria nacional.

“Uma linha central de pesquisa e desenvolvimento do Instituto é a concepção de veículos autônomos para viabilizar soluções em domínios de aplicações com relevância social e econômica. A CeBIT se apresenta como o ambiente propício para o estabelecimento de contatos, cooperação, desenvolvimento futuro e, principalmente, fortalecimento da relação academia-empresa sob o ponto de vista internacional”, comenta José Carlos Maldonado, coordenador do INCT-SEC.

Djalma Petit, diretor de mercado da SOFTEX, entidade responsável pela organização da participação nacional no evento, destaca que a CeBIT deve ser observada também como uma oportunidade única para a apresentação do potencial de inovação nacional, mapeamento de oportunidades e troca de experiências. “Como parceiro da CeBIT 2012, temos por objetivo projetar para o mundo a imagem de um país desenvolvido, criativo e inovador. Temos um grande espaço a ser ocupado internacionalmente e a enorme exposição mundial proporcionada pelo evento contribuirá para que nos posicionemos de forma mais assertiva e agressiva no cenário global de TICs”, reforça.

Organizada pela Deutsche Messe AG, que tem a Hannover Fairs do Brasil como sua subsidiária no País, e combinando feira, conferências, palestras, encontros corporativos e salas de negócios, a CeBIT foi idealizada como um evento único. No ano passado, a mostra recebeu 4.200 empresas, de 70 países, e foi visitada por mais de 330 mil profissionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem conta no Google, identifique-se e deixe aqui seu comentário, com críticas, sugestões e/ou questionamentos.